Durante o mês de maio rezamos com a Virgem Maria e São José pela beatificação de nosso Pai e Fundador. Os textos que falam de Maria são extraídos da meditação do Papa Bento XVI sobre Maria e das palavras do Irmão Gabriel de seu livro “O Caminho da Santificação”.  “Não louvamos a Deus o suficiente se não mencionarmos seus santos, especialmente o “todo santo” que se tornou sua morada na terra, Maria e o mais casto São José que foi chamado o pai de seu único Filho.  A luz simples e multiforme de Deus nos aparece em sua verdade e riqueza somente nos rostos dos santos, que são o verdadeiro espelho de sua luz. É precisamente ao vermos o rosto de Maria que podemos ver, mais do que por qualquer outro meio, a beleza de Deus, sua bondade e sua misericórdia. Podemos realmente perceber a luz divina nesse rosto” (Bento XVI).

Dia 16.  1º dia da novena: “Na hora decisiva da história humana, Maria ofereceu-se a si mesma a Deus, seu corpo e sua alma como um lugar de morada. Nela, e através dela, o Filho de Deus se encarnou. Através dela, a Palavra se tornou carne (Jo 1,14).
Palavras do Fundador. “Maria é a mãe de nosso Salvador, e depois de Deus ela deve ser objeto de nossa veneração e de nossa esperança”.

Oração para cada dia da novena: Senhor, Deus eterno, luz sem começo nem fim, o senhor iluminou seu servo, Irmão Gabriel Taborin, para promover a educação cristã da juventude, a assistência ao clero e outras boas obras. Ensine-nos com seu exemplo a contemplar incessantemente seu rosto, a ser inspirado por sua mensagem e a dar testemunho incessante a você, nosso professor e benfeitor. E se vos agradar, concedei-nos sua beatificação, concedendo-nos por sua intercessão (expressando nossas intenções) através de Jesus Cristo nosso Senhor.

Dia 17 – 2º dia da novena: “A atitude da Santíssima Virgem Maria é emblematicamente mostrada no ícone da Anunciação: Nossa Senhora recebe a mensagem celestial enquanto medita sobre as Sagradas Escrituras.
Palavras do Fundador: “Maria é toda poderosa diante de Jesus Cristo, e tendo nos adotado como seus filhos, nunca deixará de se preocupar diante de seu Filho para obter para nós as graças necessárias para a nossa perseverança e nossa santificação.

Dia 18 – 3º dia da novena: “Cheio de graça é o nome mais belo de Maria, o nome que Deus lhe deu para indicar que ela sempre e para sempre foi a amada, a escolhida, aquela que foi eleita para receber o presente mais precioso, Jesus, “o Amor encarnado de Deus”.
Palavras do Fundador: “Portanto, honremos e respeitemos Maria como a mais perfeita e a mais santa de todas as criaturas, abençoada e elevada acima de todas as mulheres e que Deus estabeleceu como rainha do céu e da terra”.

Dia 19 – 4º dia da novena: “Maria é uma mulher que ama […] Como uma crente que, na fé, pensa com os pensamentos de Deus e o querer com a vontade de Deus, ela não pode deixar de ser a mulher que ama. Sim, Maria é o fruto e o sinal do amor de Deus por nós, de sua ternura e misericórdia. É por isso que, juntamente com nossos irmãos e irmãs na fé de cada tempo e lugar, recorremos a ela por nossas necessidades e depositamos nela nossas esperanças nos felizes e dolorosos eventos da vida. ”
Palavras do Fundador: “Quando a devoção à Virgem Maria é perfeita, ela produz a imitação de suas virtudes. Os pobres pecadores que ainda não atingiram este grau de devoção a Maria não devem se desesperar, porque a Igreja, que chama Maria de esperança e refúgio dos pecadores, convida-os a recorrer a ela com grande confiança”.

Dia 20 – 5º dia da novena: “Por que, entre todas as mulheres, Deus escolheu precisamente Maria de Nazaré? A resposta está escondida no mistério insondável da vontade de Deus. O Evangelho, porém, aponta uma razão: seu canto de louvor diz o seguinte: “Minha alma engrandece o Senhor…. Ele olhou para a sua humilde serva” (Lc 1,46-48). Sim, Deus foi atraído pela humildade de Maria e encontrou favor em seus olhos (Lc. 1:30). Ela se tornou assim a Mãe de Deus, imagem e modelo da Igreja, escolhida entre os povos para receber a bênção do Senhor e para derramá-la sobre toda a família humana.
Palavras do Fundador: “Amar a Virgem Maria e sentir devoção a ela é ser marcado com o selo dos escolhidos, porque significa amar aquela que a Igreja chama de Mãe de misericórdia, Tesoureira das riquezas, Advogada dos pecadores e Porta do céu”.

Dia 21 – 6º dia da novena: “São José é o pai adotivo de Jesus, aquele que educou o Filho de Deus feito homem, aquele que o protegeu, aquele que o alimentou, aquele que o segurou em seus braços, aquele que compartilhou sua vida. Ele é o cônjuge casto de Maria, a Mãe de Jesus. São José foi humilde, sempre permaneceu na sombra; mesmo no Evangelho pouco se fala dele. Deus lhe pediu muito, mas agora… ele é um grande intercessor diante de Deus!
Palavras do Fundador: “Se você se pergunta quais as práticas de devoção se deve seguir em honra da Santíssima Virgem, aqui estão algumas: 1º junte-se a uma de suas confrarias; 2º aproxime-se dos sacramentos em suas festas, e a honre de maneira especial todos os sábados, e durante todo o mês de maio com algumas práticas de devoção”.

Dia 22 – 7º dia da novena: “José, esposo de Maria, teve um ofício muito humilde. Esta profissão de carpinteiro obrigou-o a ser ao mesmo tempo talvez um lenhador, um ferreiro ou um pedreiro. Ele estava diante de Deus, desejoso de agradá-lo em tudo e de desagradá-lo em nada. Sua ocupação constante era praticar a lei de Deus a fim de adequar sua vida a isso.
Palavras do Fundador: “Que nossa devoção à Virgem Maria seja acompanhada por uma grande confiança em seu augusto esposo José. Recorramos a ele em todas as nossas necessidades e estejamos convencidos de que, se seu amor por nós for igual ao seu poder, logo sentiremos os efeitos de sua abençoada proteção, se ao pedirmos tivermos o cuidado de também imitá-lo”.

Dia 23 – 8º dia da novena: “No dia da Apresentação no templo, após o velho Simeão ter falado com Maria, dizendo-lhe que “uma espada de dor lhe atravessaria o coração”, o sofrimento de José era o mesmo que o de Maria. Como ela, ele terá uma ferida em seu coração que nunca curará. Quando o Anjo lhe disse no meio da noite pedindo para o Egito (para escapar da fúria de Herodes) com a Criança e sua Mãe, ele não discutiu…
Palavras do Fundador: “O Espírito Santo faz o mais sublime elogio a São José em duas palavras, quando o chama de esposo de Maria e pai de Jesus Cristo; pois o que se poderia dizer dele que seja maior que isso para sua honra?

Dia 24 – 9º dia da novena: “José, a sombra do Pai, representa em casa a autoridade… Então Jesus se torna o aprendiz do carpinteiro. Maria viverá mais do que José com Jesus, pois José provavelmente morrerá antes do início da vida pública de Jesus.
Palavras do Fundador: “Peçamos, pois, a São José que seja nosso advogado diante de sua Esposa e diante de nosso Senhor Jesus Cristo. Que obtenha para nós a graça de caminhar em seus passos, e que sejamos como ele, submissos e obedientes às ordens de Deus e que tenhamos para com nosso próximo o mesmo amor que ele tinha por Maria e Maria tinha por ele. São José morreu nos braços de Jesus e Maria, intercedendo por nós para obtermos a perseverança na graça de Deus.