Na sexta-feira 6 de Agosto de 2021, na companhia de Nicla, da minha sobrinha e do seu marido Marco, do irmão de Nicla Paolo e de Marisa Beccaria, chefe do Centro de Animação Missionária (CAM) dos Irmãos da Sagrada Família, fui a Belley para agradecer a intercessão do Irmão Gabriel Taborin, invocando na noite em que a minha sobrinha Nicla Bonardi estava prestes a receber dois pulmões novos.

Em meados de Julho de 2010, Nicla, com 22 anos de idade, que tinha estado doente com fibrose cística desde o nascimento, foi internado no hospital num estado considerado extremamente grave. Nos dias seguintes, após um colapso pulmonar, ela foi colocada em circulação extracorpórea (ECMO) e colocada na lista de espera de emergência nacional para receber um transplante pulmonar.

Na noite de 28 de Julho, foi submetida a uma longa operação de transplante conduzida pela equipa do Professor Santambrogio no Policlinico di Milano. Para acrescentar a esta situação extremamente grave, Nicla foi invadida por bactérias (Burkholderia -cepacia) resistentes a qualquer antibiótico.

No final da operação, as únicas palavras do Professor Mario Nosotti, um membro da equipa, foram “Nicla respira!”

A mãe de Nicla, Daniela, afirma textualmente que: “Quatro dias após o transplante e os cuidados intensivos, Nicla foi retirado do ECMO e o respirador. Nicla foi trazida para a enfermaria. Na porta da enfermaria estava eu e o Professor Nosotti. Quando ela passou, olhei para o Professor Nosotti e disse: “Como vê, Professor, fez um milagre”. Ele olhou para mim e disse: “Não, senhora, não fizemos o milagre com Nicla. Muitas pessoas devem ter rezado”. E eu disse-lhe: “Sim, isso é verdade, porque temos muitas pessoas que amam Nicla”.

E a partir desse momento, a recuperação de Nicla foi progressiva e constante, com a surpresa do desaparecimento definitivo da bactéria ‘cepacia’, que era inexplicável até para os médicos. Gostaria de salientar que, até hoje, a presença desta bactéria torna a esperança de vida quase nula, pelo que o paciente perde a possibilidade de um transplante.

 Este ano, como convidado na casa dos seus pais, Ugo Bonardi e Castellini Daniela, pude celebrar com a sua família o 11º ano do seu novo nascimento e agradecer ao Senhor pela graça recebida através da intercessão do seu servo, o Irmão Gabriel Taborin, a quem invocámos intensamente no momento da operação e posteriormente.

Irmão Giacomo Bonardi FSF